A crise no IPE saúde é responsabilidade dos governos

Durante sua fala na audiência pública para debater a crise no IPE Saúde, Diva Luciana da Costa, dirigente do Sindsepe/RS, denunciou à sociedade o desmonte do serviço que atende servidores e servidoras do Estado; responsabilizou os últimos governos, especialmente Eduardo Leite (PSDB); e chamou todos e todas para a luta em defesa do IPE.

“O desmonte do IPE faz parte da política de ajuste fiscal que vem sendo propagada pelos últimos governos e que Eduardo Leite fez questão de aprofundar, com retirada de direitos, aprovação do Pacote da Morte (Reforma Administrativa e Previdenciária). Temos que deixar claro que para a sociedade, que a responsabilidade pela crise do No IPE, que já vem de longa data, é dos governos, que são os gestores. Os servidores e servidoras não têm acesso a médicos, principamente especialistas, e no interior do Estado a situação é pior ainda. Precisamos denunciar e tomar medidas para garantir a eficiência do IPE”, enfatizou a sindicalista.

A audiência pública aconteceu na manhã desta quinta-feira (12/05), na Comissão de Segurança, Serviços Públicos e Modernização do Estado, da Assembleia Legislativa. Realizado em formato híbrido (presencial e online), o debate contou com a participação de representantes de sindicatos dos servidores estaduais e de hospitais e prestadores de serviços, que destacaram a importância do plano de saúde para quase 1 milhão de pessoas e relataram os inúmeros problemas enfrentados por quem precisa de atendimento pelo IPE.

Ao final da audiência, ficou definido que seria redigida uma carta com as reivindicações dos sindicatos representantes dos usuários do IPE Saúde a ser encaminhada ao governo do Estado e também aos pré-candidatos a governador.

Foto: Divulgação/ALRS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.