Dia da Mulher Negra Latina Americana e Caribenha
Agenda Cultural BdF RS

A agenda desta semana dá destaque para iniciativas e atividades protagonizadas por artistas e realizadoras negras, em alusão ao Dia da Mulher Negra Latina Americana e Caribenha, que se comemora na próxima segunda-feira, dia 25 de julho.

Além disso, tem lançamentos no cinema, teatro, música e oficinas de audiovisual. Confere na agenda cultural que a redação do Brasil de Fato RS preparou.

Sopapo Poético

A próxima edição do Sopapo Poético acontece na próxima terça-feira (26/07), que celebra o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, convida o coletivo de escritoras negras “As Amanaãs”. O grupo é formado por Ana dos Santos, Carmen Lima, Delma Gonçalves, Fátima Farias, Lilian Rocha e Taiasmin Ohnmacht.

O sarau será realizado no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues, saguão do Teatro Renascença (Av. Érico Veríssimo, 307, Porto Alegre).

O Sopapo Poético é promovido pela Associação Negra de Cultura (ANdC) desde 2012. Como outros saraus afro-brasileiros, o encontro evoca o protagonismo negro, em uma roda de atuações, reflexões e de convivências afrocentradas, reunindo artistas, pensadores e simpatizantes da cultura negra de resistência.

Paulo Romeu

O samba/jazz “Morro da Cruz” é o próximo lançamento do músico Paulo Romeu. Single e o videoclipe serão lançados nas plataformas digitais nesta segunda-feira (25/07). A música traça um paralelo entre a história de Jesus Cristo – em suas versões e contradições contadas pelos diversos povos ao longo dos séculos – e o apagamento da história real dos povos originários dos morros da cidade de Porto Alegre em detrimento do progresso. Paulo Romeu esteve acompanhado na produção por André Brasil (guitarra), Lucas Fê (bateria), Tamiris Duarte (baixo) e Guilherme Sanches (cuíca).

Já no sábado da semana que vem, dia 31, ocorre o show de lançamento da música, no Afro-Sul Odomode (Av. Ipiranga, 3850, Porto Alegre), a partir das 15h. Os ingressos custam R$ 20. O show terá abertura do grupo “Estude, trabalhe e sambe”, no formato mesa de samba.

Cinema Negro na Escola

O curso Cinema Negro na Escola é uma realização do Programa de Alfabetização Audiovisual, braço educativo da Coordenação de Cinema e Audiovisual da Secretaria da Cultura de Porto Alegre, em parceria com a UFRGS e realização do coletivo Sigma Cinema. A iniciativa chega a sua segunda edição e tem o objetivo de apoiar educadores que buscam alternativas para oferecer a seus alunos atividades pedagógicas relacionadas ao cinema.

As inscrições podem ser feitas através deste link, até o dia 15 de agosto de 2022.

O curso será elaborado como uma ação de formação virtual, que oferece aos professores e alunos uma discussão sobre questões raciais, a cultura afro-brasileira e sua representatividade na sociedade por meio da apresentação de filmes nacionais de curta-metragem. São três módulos, cada um idealizado para uma faixa etária distinta de estudantes: Ensino Médio e EJA, Ensino Fundamental e Educação Infantil. Os professores inscritos na formação têm acesso aos links dos filmes e também a uma conversa em vídeo entre a programadora responsável pela seleção dos filmes, cineastas e professores convidados, que será disponibilizada em agosto através do YouTube.

Além do acesso aos filmes e da conversa gravada com seus diretores e outros convidados, será disponibilizado aos inscritos do curso Cinema Negro na Escola uma série de textos, críticas, sugestões de bibliografia e outras indicações de filmes que abordam a temática racial. Todas as ações de formação de professores do Programa de Alfabetização Audiovisual são gratuitas e certificadas pela UFRGS.

Cinema Negro em Ação

Estão abertas inscrições para a primeira turma da oficina “Cinema Negro em Ação”, do projeto de capacitação profissional Revelando o Rio Grande. A atividade gratuita e online acontece entre os dias 1º a 12 de agosto. O curso é promovido pela Secretaria da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine).

A atividade será ministrada pela cineasta e jornalista Camila de Moraes. A oficina visa identificar os profissionais negros brasileiros que atuaram e atuam no audiovisual, passando por diversas áreas da cadeia cinematográfica. O curso também pretende incentivar a formação de mais pessoas negras atuantes nesse setor. Interessados podem se matricular gratuitamente neste link.

Camila de Moraes é jornalista e cineasta, dirigiu o documentário de longa-metragem O Caso do Homem Errado. A cineasta se tornou a segunda mulher negra a entrar em circuito comercial com um longa-metragem após 34 anos de silenciamento no Brasil. Aclamado, o longa O Caso do Homem Errado esteve na seleta lista de pré-selecionados pelo Ministério da Cultura para representar o Brasil e concorrer ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2019. Assina a direção do curta-metragem documental Mãe Solo, realizado durante a pandemia (2021). Camila de Moraes também dirigiu o curta-metragem A Escrita do Seu Corpo, que trata sobre a questão de identidade racial e de gênero por meio da poesia (2016).

Filme de terror “Casa de antiguidades”

Está em cartaz, desde quinta-feira (21/07), o filme de terror “Casa de antiguidades”. No longa, o personagem Cristovam (Antonio Pitanga) é um homem velho e negro, que trabalha em uma fábrica de laticínios comandado por alemães racistas, em algum lugar na região Sul do Brasil.

Os ingressos podem ser adquiridos a R$ 12 na bilheteria do CineBancários. Idosos, estudantes, bancários, jornalistas sindicalizados, portadores de ID Jovem e pessoas com deficiência pagam R$ 6. O CineBancários fica na Rua Gen. Câmara, 424, no Centro Histórico de Porto Alegre. Mais informações no fone (51) 3030.9405 e no site. Não há sessões nas segundas-feiras.

Brasil/Nigéria

A Cinemateca Capitólio apresenta, no “Projeto Raros”, o filme “A Deusa Negra”, uma coprodução Brasil/Nigéria de 1979. O filme tem entrada franca e será exibido nesta sexta-feira (22/07), às 19h30.

Sinopse: “Para entrar em contato com parentes, o africano Babatunde chega ao Brasil e vai ao candomblé de uma famosa mãe-de-santo pedir orientação. No terreiro, ele conhece Elisa, que durante a cerimônia religiosa incorpora a divindade africana cuja estatueta Babatunde carrega como senha para encontrar seus familiares brasileiros. Durante o transe, Elisa indica a Babatunde a Vila Esmeraldo, na Bahia, como local possível do encontro. Babatunde convida Elisa a acompanhá-lo na viagem e depois de muitos contratempos, os dois chegam ao destino. Não encontrando o que procurava, Babatunde oferece a uma velha Ialorixá a estatueta. Mas a viagem não foi em vão. Aos poucos, Babatunde percebe em Elisa os laços familiares que tanto buscava”.

Zé do Pandeiro

O artista Zé do Pandeiro interpreta canções e afrosambas em show ao lado do músico Afro Bi no violão, neste sábado (23/01), 18h, no projeto Ecarta Musical. Canções autorais como Carro de Boi, Nagô, Navegantes, Chuí Chuá, Crença, Deixa Falar apresentam a trajetória do músico. O trabalho faz parte do projeto “Som & Amigos”, apresentado em espaços de música em 2018 e 2019.

A Fundação Ecarta fica na Avenida João Pessoa, 943, entrada gratuita. Transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da Fundação. Será exigida a apresentação do cartão de vacinação contra a covid-19 e seguidos os protocolos de segurança sanitária. A Fundação Ecarta recebe doações de alimentos para o projeto Cozinha Solidária.

Mestre Divan Oliveira

O artista potiguar Mestre Divan Oliveira se apresenta em Viamão neste sábado (23/07). O músico, compositor, folclorista e coreógrafo se dedica há mais de 30 anos à divulgação da cultura popular brasileira, principalmente ritmos como samba de coco, maracatu, afoxé, baião, xote, xaxado e galope.

A apresentação foi batizada de “Arraiá Festa do Amor”, e acontece no Portais do Sul (Rod. Tapir da Rocha, 16219 – KM 21 da Rod 040, em Viamão). Terá participação de convidados: DJ Santinha, oficina de dança, brincadeiras e muito mais. Começa às 17h, indo até a meia-noite. Informações e ingressos (R$ 20) pelo (51) 99575-5227 ou no Instagram. Ponto de venda em Porto Alegre: Brechó Chic (Cel Bordini, 169). 

Divan (voz e percussão) se apresenta no Arraiá Festa do Amor com o grupo Candeeiro encantado, formado pelos músicos Lucas Ferreira (sanfona) e Brunno Bonelli (triângulo e voz), Felipe Santos (zabumba), além dos dançarinos Carol de Souza e Chico Cordeiro e outros convidados

Natural da cidade de Pedro Avelino (RN), Divan cresceu em um ambiente de valorização da música e da dança. Dentre suas maiores influências musicais, Divan cita Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos e Sivuca. Já dividiu o palco com grandes nomes como Chico César, Gilberto Gil, Nação Zumbi, Falamansa, Giba Giba, Armandinho, Tonho Crocco, Serginho Moah e participou dos grupos Zé Arão, Zé Tião, Flor de Juá, Mamão Papaya, Maria Bonita e do projeto Percurtindo junto com o percussionista pernambucano Esdras Bedai, um dos fundadores do Maracatu Truvão.

Rafael Corrêa

O cartunista Rafael Corrêa é o convidado do Espaço Amelie (Rua Vieira de Castro, 439, Porto Alegre) para autografar sua obra no próximo sábado (23/07), a partir das 15h. Com mais de 40 prêmios nacionais e internacionais em concursos e salões de diversas partes do mundo, o artista combina a irreverência do humor com a necessária crítica política. É vencedor, entre outros, do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Salão Internacional de Desenho para Imprensa, alcançou duas vezes o Aydın Doğan, reconhecimento internacional na Turquia e o Ranan Lurie International Political Cartoon Awards, concedido pelas Nações Unidas.

Diagnosticado desde 2010 com Esclerose Múltipla, Rafael Corrêa resolveu compartilhar suas experiências sobre a doença e transformou seu diagnóstico em quadrinhos. Nas tirinhas, o artista narra as dificuldades em realizar atividades cotidianas e conta sobre como a doença afetou sua vida.

Ao ser convidado para a sessão de autógrafos e reunião de amigos, ele próprio fez questão de desenhar o convite. Rafael tem o reconhecimento e amizade de renomados cartunistas, como os gaúchos Edgar Vasques, Moacyr Guterres, o Moa, e Santiago, entre outros profissionais que conheceu em encontros da Grafistas Associados do Rio Grande do Sul (Grafar), amigos que estarão entre os presentes na  homenagem.

Grupo Depósito de Teatro

“Histórias do Vovô Cascudo”, mais recente produção infantil do Grupo Depósito de Teatro, faz parte da comemoração dos 25 anos do grupo e da retomada do trabalho depois de dois anos sem atividades. As apresentações acontecem nos dias 23, 24, 30 e 31 de julho, na Sala Álvaro Moreyra, Centro Municipal de Cultura (Av. Erico Verissimo, 307, Porto Alegre). Os ingressos podem ser adquiridos neste link.

O texto foi escrito por Roberto Oliveira, que também assina a direção do espetáculo. No elenco, estão a atriz Elisa Heidrich e os atores Bruno Fernandes e Juliano Canal. A peça é voltada para a infância, e tem como personagem central a figura do Vovô Cascudo, uma homenagem à obra de Luís da Câmara Cascudo, de onde são extraídos causos brasileiros e histórias que o vovô conta para seus netos.

Saulo Adami e Matheus Borges

O Sarau Odisseia de Literatura Fantástica é uma iniciativa do escritor Duda Falcão relacionada ao evento Odisseia de Literatura Fantástica. Após dois anos sem eventos presenciais o Sarau retoma a divulgação e os debates sobre a produção literária nos campos do fantástico, do horror, da fantasia e da ficção científica. Também comemora uma década de Odisseia de Literatura Fantástica em Porto Alegre.

No terceiro Sarau de 2022, no dia 27 de julho, a partir das 19h, Duda Falcão mediará um bate-papo com os escritores Saulo Adami e Matheus Borges. O público poderá participar realizando perguntas. Ao final do evento, que acontece no Mondo Cane (Rua João Alfredo, 325, Porto Alegre), os autores autografarão seus livros mais recentes. Saulo lança “Camicleta – Manual dos Proprietários” e Matheus, “Mil placebos”.

Berenice Sica Lamas

Editado pela Ardotempo, “Poemário” apresenta um compilado de 11 obras de poesia de Berenice Sica Lamas, produzidas entre os anos 1999 e 2013, incluindo muitos poemas inéditos.

A apresentação do livro é de Luiz-Olyntho Telles da Silva, psicanalista e escritor, que observa: ”Esse percurso, por si mesmo, pode ser entendido como uma metáfora de sua viagem à sua história, à sua infância, ao interior de si mesma, tema que se mostrará em grande parte de seus poemas”.     

A sessão de autógrafos acontece neste domingo (24/07), das 17h às 21h, no La vita è Bella (Rua Dona Leonor, 45, Porto Alegre). O livro pode ser adquirido nas livrarias Bamboletras, Taverna, Vanguarda, pelo e-mail ardotempo@gmail.com ou no site.

Foto: Jovanir Medeiros

Fonte: Brasil de Fato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.