PT e PSOL fecham acordo inédito e vão disputar juntos o governo gaúcho

No começo desta noite (29/07), o pré-candidato do PT ao governo do estado, Edegar Pretto, postou no twitter: “O vereador @PedroRuasPSol será o meu vice na chapa para a disputa do Piratini. Juntos representamos a unidade do campo popular para construir o #RSqueoPovoquer #JuntosPrettoRuas”. A união de Pretto e Ruas já no primeiro turno representa um fato inédito na história dos dois partidos no Rio Grande do Sul.

É o resultado de uma longa negociação entre os dois partidos que teve muitas idas e vindas. PT e PSOL estiveram próximos, depois distanciaram-se e, agora, se reaproximam, sobretudo motivados, além da necessidade de unir forças, pelo surgimento de uma candidatura coletiva ao Senado. 

O vereador Roberto Robaina (PSOL) foi indicado para a primeira suplência de Olívio Dutra (PT), que anunciou na segunda-feira (25) a intenção de concorrer ao Senado liderando um mandato coletivo. Caso eleito, ele e os suplentes dividirão o mandato. O PCdoB deve indicar até domingo, data da convenção estadual do PT, o nome para a outra suplência.

Para Edegar Pretto não é por acaso que Olívio Dutra veio para a linha de frente e que a Federação PT, PCdoB e PV dialogou incansavelmente com o PSOL e a Rede Sustentabilidade. “Eu tenho muito orgulho desse momento. É com muita responsabilidade com o nosso Rio Grande do Sul que os nossos partidos construíram essa unidade. Foi muito diálogo, escuta e compromisso assumido conjuntamente. Nós vamos lutar muito para ter aqui no RS um palanque potente para o presidente Lula”, afirmou. 

“Eu acho que as forças progressistas do estado, as forças que de fato representam o nosso povo, se unem para poder chegar a uma vitória histórica no Rio Grande. Esse é o nosso projeto, o nosso objetivo e, na minha opinião, em termos geracionais é a nossa obrigação. E é o que nós faremos”, salientou Pedro Ruas.

O encontro, onde foi feito o anúncio, ocorreu na casa de Edegar Pretto, com a presença do presidente do PT, deputado Paulo Pimenta; da presidenta do PSOL, deputada Luciana Genro e do vereador Roberto Robaina. Também participaram da reunião o presidente do PV, Marcio Souza; e o porta-voz da Rede, Andrezão Costa. 

Incertezas no PSB

No final da tarde, a presidente regional do PSOL, deputada estadual Luciano Genro, já antecipara que algo importante estava acontecendo: “Unidade PT/PSOL: Como presidente do PSOL tenho trabalhado na negociação e estou confiante no sucesso. Em breve isso se confirma”, postou nas redes.

Com a nova parceria, estão unidos na campanha PT, PCdoB, PV e, agora, o PSOL. Falta saber qual o rumo que tomará o PSB. Durante a semana, dois jornais, Folha de S. Paulo e O Globo, publicaram informações que o ex-deputado Beto Albuquerque desistiria da disputa. O PSB/RS reagiu à notícia, negando enfaticamente sua veracidade. 

As incertezas devem continuar até a próxima segunda-feira (1), às 11h, quando a executiva estadual do partido terá uma reunião com seu candidato a governador.

Foto: Marcelo Ferreira

Fonte: Brasil de Fato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.