SEMA firma compromisso com SINDSEPE/RS e Associação dos Guardas-Parques – AGP/RS garantindo melhorias nas condições de trabalho

O Sindicato dos Servidores Públicos do Estado Rio Grande do Sul – SINDSEPE/RS e a Associação dos Guardas-Parques retornaram ao gabinete da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), nesta segunda-feira, 07, para firmarem o acordo construído na reunião ocorrida no dia 02 de março.

Após uma leitura atenta de que o documento atendia as reivindicações da categoria, a diretora da AGP/RS, Carla Bolsson, sugeriu pequenas alterações em trechos da versão final antes das assinaturas. Segundo ela, havia necessidade de constar no registro a ciência/anuência da Secretaria do Meio Ambiente de que apesar de a secretaria estar comprometida em emitir as carteiras funcionais o mais breve possível, enquanto os (as) guardas-parques não recebessem as mesmas, determinadas atividades não serão possíveis de serem realizadas.
“Conforme o decreto nº 45.133, se eu não tenho carteira funcional, eu não posso dar apoio ao batalhão, eu não posso apoiar o Ministério Público, eu não posso apoiar pesquisa e, se eu não tenho carteira com porte ou carteira válida, eu não posso sair e nem usar arma de fogo”, explicou Carla Bolsson, diretora da AGP/RS.
O presidente da associação dos guarda-parques, Luciano Menezes, fez apontamentos na mesma direção. “Se há uma ilegalidade, é óbvio que vocês não vão permitir que aconteça e o que está sendo pedido apenas que a SEMA se responsabilize neste documento sobre essa questão”.
Concordando com o sindicalista, Carla explicou que havia dois caminhos: ou a secretaria admitia que sem a carteira funcional era impossível realizar determinadas atividades ou o órgão se responsabilizava pelo determinado tempo de serviço dos guarda-parques sem a certidão adequada para exercer aquelas atividades.

Depois de entrarem em um consenso no que se refere à carteira funcional a Secretaria do Meio Ambiente concordou em acrescentar que: “…no entendimento do SINDSEPE/RS e da AGP/RS de que algumas atividades estariam prejudicadas”. Após nova leitura, o secretário-adjunto, Guilherme de Souza e a presidenta do SINDSEPE/RS, Diva Luciana da Costa, assinaram o documento.
Após lembrar as condições precárias que trabalham os guarda-parques, desde 2007, quando foram nomeados os primeiros servidores desta categoria, a presidenta do SINDSEPE/RS, Diva Luciana da Costa, encerrou a conversa agradecendo o canal de comunicação com a Secretaria do Meio Ambiente e caracterizou a negociação como positiva. “Dá pra ver a boa vontade de fazer com que as coisas andem aqui na Secretaria do Meio Ambiente, apesar de achar que temos que melhorar a nossa comunicação. Precisamos nos comunicar melhor, informar a categoria de tudo que está acontecendo. Só temos a avançar, se mantivermos essa porta aberta, e o SINDSEPE/RS sempre estará ao lado da associação nesta luta”, concluiu.

A partir da assinatura deste documento com as garantias dadas pela SEMA, a operação padrão iniciada no dia 24 de fevereiro de 2022, é dada por encerrada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.