SINDSEPE-RS disponibiliza o caderno: 1º de Maio – dois séculos de lutas operárias;

No próximo sábado, dia 1 de Maio de 2021, a classe operária mundial comemora o dia do trabalhador e da trabalhadora. A data, consagrada primeiro por trabalhadores reunidos no Congresso Internacional Socialista, no ano de 1891 em Paris, reforça e reitera o acúmulo histórico de jornadas e de lutas anteriores em defesa dos direitos do proletariado e também em direção às novas conquistas sociais desta classe no futuro. 

O congresso em questão escolheu esta data por ter sido o dia em que a Federação Americana do Trabalho, nos Estados Unidos, convocou e deflagrou uma greve geral exigindo a carga horária de oito horas de trabalho por dia. Naquele tempo, os operários e operárias viviam em grande miséria e chegavam a trabalhar de 12h até 18h por dia! 

Naquela madrugada, do dia 1 para o dia 2 de Maio, os operários americanos fizeram piquetes e ocuparam fábricas estratégicas. Neste dia, a polícia e os seguranças mataram sete operários em frente à marcenaria McCormick Harvester. A greve seguiu, mas não sem sangue. Dezenas de mortos e centenas de feridos. Oito líderes líderes sindicais, seguidores do anarquismo, são presos: August Spies, Albert Parsons, Sam Fielden, Oscar Neeb, Adolph Fischer, Michel Schwab, Louis Lingg e Georg Engel. Todos foram julgados culpados em 9 de outubro de 1886. No dia 11 de novembro, Parsons, Engel, Fischer e Spies são enforcados.

É com o olhar para este passado e pensando também em reforçar o nosso compromisso com a luta da classe trabalhadora, o SINDSEPE-RS está disponibilizando o caderno “1º de Maio: dois séculos de lutas operárias”, desenvolvido pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC):

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *