SINDSEPE/RS e SINDICAIXA realizam nova Assembleia Virtual Unificada para avaliação da campanha salarial e definição dos próximos passos

NOSSA LUTA VAI CONTINUAR!

Na tarde da última quinta-feira (16), o Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul, SINDSEPE/RS, e o Sindicato dos Servidores do Quadro Especial da SARH/RS, SINDICAIXA, realizaram uma Assembleia Virtual Unificada para avaliar com a base a Campanha Salarial e definir os próximos passos da mobilização.

O Presidente do SINDICAIXA, Érico Corrêa e a e a Presidenta do SINDSEPE/RS, Diva Luciana da Costa abriram a assembleia apresentando o trabalho realizado nestes trinta dias de campanha, que contou com a veiculação de peças publicitárias nas redes sociais dos sindicatos, spots de rádios, outdoors eletrônicos, e colagens em diversas regiões da cidade.

A Presidenta do SINDSEPE/RS, Diva Luciana da Costa, iniciou a sua fala destacando que este é um dos piores governos que os servidores públicos já enfrentaram, muito pior que o de Antônio Britto e Yeda Crusius. “A luta que os sindicatos fizeram durante este período foi uma luta forte, tivemos bastante disposição para fazer o debate com a base e não avançamos porque o governo infelizmente não se dispôs a nos atender. Agora o nosso desafio é pensar nos próximos passos. Como vamos tratar um governo que vem nos massacrando dia após dia?”. 

De acordo ainda com Diva, mesmo depois da aprovação da reforma previdenciária e administrativa e do arrocho salarial, os ataques do governo Leite, em plena pandemia, se intensificaram. Há poucos dias os(as) servidores(as) do quadro geral e da extinta Caixa Econômica Estadual tiveram repentinamente retiradas suas insalubridades e os valores do risco de vida diminuidos. “A gente vê que tá lidando com um governo extremamente autoritário, desrespeitoso e mentiroso quando não cumpre com as suas promessas.”, exclamou a Presidenta.

Segundo Érico Corrêa, é público e notório que o SINDSEPE/RS e o SINDICAIXA trilharam o caminho certo do manual dos bons sindicatos: realizaram reuniões nas bases, amplas assembleias, a entrega da pauta nas mãos do governo, e até mesmo um ato, em meio a um temporal que fez os gazebos voarem em frente ao Palácio Piratini. “A gente fez tudo que tinha que fazer dentro do manual que o bom sindicalismo prega, agora é o momento de passarmos de fase e partirmos para o embate denunciando o quanto este governo é nefasto e destruidor”, concluiu. 

Por fim a assembleia aprovou uma resolução de pauta com os seguintes ítens: 1) Continuar denunciando à sociedade gaúcha o papel nefasto que cumpre este governo e a postura do governador, mais preocupado com sua carreira política do que com a miséria que bate à porta dos servidores; 2) Declarar Eduardo Leite como “INIMIGO DOS SERVIDORES”, e lutar para que ele siga o caminho de Antônio Britto e Yeda Crusius e seja varrido da história do RS; 3) Realizar um ato público, no dia 29/9, na Praça da Matriz, para repudiar as mentiras, o arrocho e a injustiça que caracterizam este governo; 4) Tentar junto aos deputados na AL construir uma emenda à LDO que trate do reajuste das nossas categorias.

LEIA O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA:

Fotos: Miguel Chagas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *