Vereadora de Porto Alegre registra B.O. por violência política de gênero na Câmara

Com o registro do boletim de ocorrência, a Polícia Civil dará andamento ao caso através de inquérito policial

via Brasil de Fato – RS

Foto: Divulgação

A vereadora de Porto Alegre Bruna Rodrigues (PCdoB) foi ao Palácio da Polícia registrar um boletim de ocorrência contra o vereador Alexandre Bobadra (PSL), nesta sexta-feira (3), por violência de gênero. O fato aconteceu na última quarta-feira (1), em sessão extraordinária, quando a vereadora teria sido assediada por Bobadra, que se dirigiu à ela afirmando que ela tinha “tesão por ele”. Logo após o ocorrido, a vereadora denunciou na tribuna e protocolou uma representação junto à mesa diretora da Câmara de Vereadores por infração do Código de Ética.

Com o registro do boletim de ocorrência, a Polícia Civil dará andamento ao caso através de inquérito policial, que tramitará junto à Delegacia de Polícia da Mulher. Na Câmara, a Procuradoria Especial da Mulher acompanha o caso, mas ainda não houve retorno da Mesa Diretora. 

A representação registra que o ato praticado pelo vereador “tem previsão no Código Penal, pois trata-se de importunação sexual, prevista no artigo 215-A, além de ser ato de assédio moral, constituindo-se grave quebra de decoro, não abrangida pela imunidade parlamentar”.

Bruna denunciou o acontecimento durante a sessão, na quarta-feira, e ressaltou o caráter, além de machista, racista do assédio. “Ser uma mulher negra e da periferia neste ambiente por si só já é algo difícil, mas jamais pensei que passaria por tamanho constrangimento”, disse. “Vai ter que aprender a lidar com mulher preta porque meu corpo não é mercadoria”, acrescentou ela na tribuna.


:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato RS no seu Whatsapp ::

SEJA UM AMIGO DO BRASIL DE FATO RS

Você já percebeu que o Brasil de Fato RS disponibiliza todas as notícias gratuitamente? Não cobramos nenhum tipo de assinatura de nossos leitores, pois compreendemos que a democratização dos meios de comunicação é fundamental para uma sociedade mais justa.

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

Edição: Marcelo Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *